Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Vizinhos à Janela

"Não lhe chamaria um projecto... começou como uma brincadeira. Quer dizer, brincadeira não porque o assunto era sério: queria que fizéssemos como em Espanha, em que todas as noites há aplausos às janelas, para agradecer a quem está na linha da frente", explica Iñigo Hurtado, um dos organizadores (por mera coincidência meu colega de turma na faculdade). "Por cá... não havia nada. E então, juntei-me a mais um ou outro vizinho e começámos a ir para as nossas janelas fazer barulho. Nunca pensei que o movimento crescesse da forma como cresceu." 

Cresceu e não foi pouco. E nem mesmo a distância entre os prédios (separados por um enorme parque de estacionamento) foi impedimento para que o movimento crescesse. O bairro Jardim dos Arcos, em Oeiras, e as suas "actuações" diárias tornou-se um exemplo de união e gratidão, perseverança e resistência, e mais recentemente também de solidariedade. Os organizadores criaram um grupo no Facebook a que chamaram "Vizinhos à Janela". No grupo de WhasApp já quase 200 vizinhos a participar, a dar ideias para novas performances, a comentar, a sugerir. Já apareceram na televisão portuguesa algumas vezes, na espanhola também, e também em artigos da imprensa e na rádio. 

Já houve de tudo: cânticos, concertos, o hino tocado e cantado, danças, palmas, tachos e panelas a bater. Há cantigas para os mais novos, há parabéns cantados a quem faz anos, e até já há sugestões de aulas de ginástica ou de ioga. Muita alegria e também lágrimas (que são de alegria e de catarse). Todos os dias, às 14h e às 21h, os vizinhos juntam-se, à distância, para conviver, para agradecer, para colorir os dias que ficaram cinzentos com a chegada de um novo vírus que interrompeu as vidas. Os bombeiros, a polícia e os funcionários da recolha do lixo já apareceram para agradecer os aplausos, e outras iniciativas de agradecimento, com a presença dos homenageados, estão já a ser estudadas pelos organizadores. "É uma loucura! Quem me dera que mais bairros aderissem, que isto fosse a regra e não a excepção! É importante, não só agradecer como manter a sanidade mental. Isto faz com que nos sintamos unidos, juntos, mais fortes."

Aproveitando o facto de serem tantos, decidiram estender a ação do grupo à vertente solidária (e não apenas "artístico-emocional"). Assim, reuniram mais de 300 produtos alimentares para famílias carenciadas e chamaram a Presidente da União de Freguesias de Caxias, Oeiras e Paço de Arcos, para os receber. Madalena Castro emocionou-se com a entrega e com a festa nas janelas e agradeceu a generosidade para com os mais vulneráveis. Iñigo Hurtado, por sua vez, comove-se todos os dias com os seus vizinhos e com todo o espírito de união, fraternidade e até amor que ali se revela. E deixa o desabafo: "Era tão bom que fosse assim em todos os bairros. Não querem juntar-se a nós?"

www.facebook.com/groups/vizinhosajanela

Instagram: @vizinhosajanela

3 comentários

Comentar post