Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Uma surpresa tão boa!

Estava eu a almoçar com senhor marido na Capricciosa de Carcavelos quando vi chegar a Ana Madragoa e o seu querido filho Gui. Eu, que adoro a Ana (conheço-a há tantos anos, quando a entrevistei pela primeira vez para as Selecções do Reader's Digest, por ser a mãe incrível de um menino com espinha bífida) dei um salto: "Por aqui?????" E demos um grande abraço e outro ao Guilherme e ela a dizer que tinha vindo entregar um desenho a uma amiga. E eu a leste, a dizer que boa coincidência, que saudades, que bom rever-te, e tal. Nisto, ela tira a primeira moldura do saco e mostra-me, perguntando: "Gostas?" E eu "gosto muito, que lindo, que felizes, todos!" E depois vejo 2 rapazes, uma rapariga, um cão, e uma grávida… "espera lá!!!!!!!!"
Foi então que compreendi o sorriso enigmático que o Ricardo tinha feito a meio do almoço, sem me explicar a razão. E então olhei de novo o desenho, com outro olhar, e abracei-me a ela, obrigada!!!
A Ana retirou então o segundo quadro do saco. E eu quase comecei a chorar. Ali estávamos nós todos, já com o Mateus. Duas pinturas lindas, duas representações maravilhosas da malta aqui de casa. A primeira com a felicidade de um novo nascimento quase a acontecer, a segunda com muito do caos que nos caracteriza. Simplesmente perfeito.


A Ana é uma mulher incrivelmente talentosa e bonita. É uma daquelas pessoas que a minha profissão me trouxe e que nunca mais perdi de vista. Ela faz roupas, adereços, objectos maravilhosos. Neste momento, está mais dedicada aos desenhos. Aceita encomendas e eu acho que é uma belíssima ideia para, por exemplo, surpreender alguém.

Obrigada, minha querida. Foi uma surpresa linda. Como tu. 

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2