Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Uma noite especial

Ontem foi o aniversário de uma grande, grande amiga. Estive à beirinha de não ir porque estou muito grande e pesada e cansada e tudo implica um esforço hercúleo que nem sempre estou capaz de suportar. Mas depois de lhe ouvir a voz, ao telefone, quando liguei para dar os parabéns, soube que não podia deixar de lhe ir dar um beijo e um abraço. Perguntei à minha mãe se ficava com os miúdos, ela disse que sim, deixámo-los a jantar e fomos. E que bom que foi. Ela estava linda, radiante, luminosa, com os amigos de todos os anos à mesa, naquele terraço com a vista mais perfeita sobre Lisboa e o Tejo. E depois tive a sorte de ficar mesmo perto do professor Eduardo Lourenço, o que significou uma noite de gargalhadas ininterruptas. Que homem maravilhoso. De uma simplicidade, de uma simpatia… com a clarividência que já conhecia da obra mas que, em contexto social, se transforma num prazer imenso da conversa, regado com um sentido de humor imbatível, um banho permanente de cultura e uma acutilância genial. Que delícia, palavra de honra. E que noite tão boa.
Parabéns, querida manabela.

(e já tenho saudades da tua aletria)

2 comentários

Comentar post