Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Uma alergia não é uma coisinha sem importância. É preciso tratá-la com respeito. Uma alergia pode ser... uma Senhora Alergia

Tenho sabido de cada vez mais casos impressionantes de alergias. Não sei se estão a aumentar ou se se fala mais neles mas a verdade é que há alergias que são graves, tão graves que podem levar à morte e, por isso, nunca é demais alertar para isto. Por vezes confundem-se intolerâncias alimentares com alergias e não é, de todo, a mesma coisa. No caso da alergia alimentar, existe uma reacção do sistema imune contra as substâncias presentes nos alimentos. A reacção do nosso organismo pode ser ligeira (urticária, inchaço da pele, dores de barriga, vómitos ou diarreia) ou muito grave, tão grave que pode lecar à morte em minutos - estas reacções graves e sistémicas chamam-se Anafilaxia. Os sintomas da anafilaxia são: dificuldades respiratórias, sensação de aperto na garganta, queda da pressão arterial, aumento da frequência cardíaca, perda de consciência e... morte. 

A Sofia é médica imunoalergologista e tem três filhos. Numa daquelas ironias com que o destino por vezes nos brinda, aconteceu que esta médica imunoalergologista (repito para que fique reforçada a sua especialidade) tenha um filho com uma alergia grave aos ovos. Tão grave que já teve reacções anafiláticas que puseram a sua vida em risco. Para a sua sobrevivência, anda sempre com uma injecção com ele (Epipen). E isto, meus amigos, não é pera doce. Saber que o que comemos pode matar-nos é algo que tem de ser interiorizado por estes miúdos desde cedo e pela comunidade. Às vezes as pessoas, por confundirem alergias com intolerâncias (ou simplesmente por ignorância do quão fatal pode ser uma alergia) descuram cuidados básicos. Há pessoas que não podem sequer comer algo que tenha estado em contacto com o alimento a que são alérgicas. Por exemplo: uma colher de pau, que tenha mexido o alimento a que se é alérgico, pode ser suficiente para fazer estragos severos. Apenas pelo contacto. Há quem seja tão alérgico que não possa nem passar perto (uma prima de um amigo meu não podia sequer passar à porta de uma marisqueira, que ficava um bicho!)

Posto isto... vão até ao Senhora Alergia, no Facebook e no Instagram, para saberem mais sobre alergias, para descobrirem formas de lidar com este problema, encontrarem truques, receitas, marcas de produtos. Por lá, podem mesmo ficar a saber como se administra a injecção de adrenalina na coxa, numa situação de emergência.

Esta plataforma fazia muita falta em Portugal, para ajudar as famílias que passam por isto! 

No Facebook: https://www.facebook.com/senhoraalergia/

No Instagram: @senhora_alergia

Captura de ecrã 2019-04-23, às 10.52.56.png

 

2 comentários

Comentar post