Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Ter os neurónios todos queimadinhos é isto

Não temos dormido bem. Para dizer a verdade, não temos dormido nada. O que, para quem está a fazer um detox como eu, é ainda mais duro. Porque um dos efeitos da desintoxicação é, justamente, o sono. Quando adormeço, parece que caio num poço profundo. Ora, com a Margarida doente, com a Madalena a tossir como uma fumadora inveterada, com o Martim com pesadelos, a coisa tem estado longe de ser fácil.
Esta noite, a Mada nem teve muita tosse. Mas tinha vontade de fazer cocó e, como é muito presa, aquilo estava ali que nem para fora nem para dentro. De maneira que foi toda a noite a chorar, de rabo para o ar, uma alegria.
A páginas tantas, fartei-me de lá ir, e dei um encontrão ao Ricardo para ele se levantar. Ele levantou-se, como um autómato, e foi. Pareceu-me que tinha ido na direcção errada da casa mas não liguei. Foi só quando comecei a ouvir barulho de água na casa de banho do nosso quarto que comecei a estranhar. «Deve ter ido só fazer um xixizinho e já vai socorrer a miúda». Só que a água não parava de correr no lavatório, e eu não conseguia perceber porquê. Passado um bom bocado, fui lá espreitar, até porque a Madalena continuava a chorar, sem que ninguém lá fosse consolá-la. Abri a porta e... o que vejo eu? Ricardo a fazer a barba.
- O que é que tu estás a fazer?
- A barba, não vês?
- Mas tu porventura sabes que horas são?
- São horas de levantar, não?
- Ricardo, são duas da manhã.
Foi como se lhe tivesse dito que tinha ganho o Euromilhões. Ele bem achava que tinha muito sono, muito mais sono do que é habitual ter de manhã.
- Como me acordaste, pensei que era para me levantar.
- Não... era para ires ver da Mada, que não pára de chorar.
- Ah... que bom, nem acredito! Tenho tanto sono!
- Estás bonito, estás.

O que a gente já se riu com isto. Não há dúvida de que ser mãe e pai de várias crianças dá cabo de muito neurónio.

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/3