Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

São Gonçalinho

Top, top, top. A festa de São Gonçalinho é top.
No sábado, depois de fazer uma reportagem e a seguir ao almoço, lá fomos para a capela. Estava cheia de gente a atirar cavacas e cheia de gente a tentar apanhá-las com camaroeiros e chapéus de chuva virados ao contrário e de todas as maneiras, até com as mãos (mas dói e não é pouco).


O João sempre atento, a ver quando é que uma cavaca lhe acertava em cheio
"Lá vem cavacaaaaaaaa!"

Este senhor protagonizou alguns dos momentos altos da tarde ao atirar-se sobre os nossos pés e contra quem quer que estivesse por perto, só para ser o primeiro a apanhar as cavacas voadoras. 
Caiu várias vezes, espetou com o chapéu no olho de um senhor, quase derrubou dois dos meus filhos…dir-se-ia que lutava pela vida. Enfim, um verdadeiro aficcionado. 

Às sete fomos buscar as cavacas encomendadas e lá fomos atirá-las. Passámos uma meia hora na fila para subir à capela, sempre juntinhos à parede a ver se não rachávamos o crânio. O João, dentro do ovo, era protegido pela carteira da minha irmã. O Ricardo e o Martim foram tentar a sorte e ainda apanharam umas quantas.







Prometemos ao querido santo que se nos realizasse um desejo em particular voltávamos para o ano. A ver vamos se ele é tão poderoso como dizem. :)

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2