Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Rota da Saúde #6: Pés, os alicerces do corpo que não devemos descurar

pés.jpg

Descuramos muitas vezes os pés, como se eles não fossem os alicerces do nosso corpo. Com 20 músculos e 26 ossos, os pés são, com efeito, a base que permite ao ser humano caminhar. Não admira, pois, que seja essencial que o seu desenvolvimento decorra de forma harmoniosa, para evitar patologias e deformações que se poderão manter até à idade adulta – com impacto em toda a estrutura do corpo.

Os primeiros anos da criança são essenciais para estes cuidados: este é o período de desenvolvimento dos pés e, também, da sua maior vulnerabilidade. Como realça Carla Ferreira, podologista do Hospital Lusíadas Porto, “os pés das crianças não são pés adultos em miniatura e, até atingirem o desenvolvimento completo, o caminho é longo”.  Por isso, é importante estarmos atentos aos pés dos nossos filhos.

E de que cuidados estamos a falar?

Em primeiro lugar, reforça Carla Ferreira, os bebés não devem usar sapatos até começarem a andar, dado que o calçado “limita os movimentos dos pés e dos dedos”. Sabiam disto? 

Mas há mais! Eis alguns conselhos para quando os vossos filhos começarem a andar:

Escolha sapatos em pele, com contrafortes rígidos;
As solas devem ser maleáveis, para não prejudicarem os movimentos dos pés;
Os sapatos devem ficar abaixo dos tornozelos;
Nos modelos com atacadores, garanta que estes estão bem apertados;
Mude os sapatos da criança todos os dias

Sempre que possível, no entanto, deixem os vossos filhos andarem descalços (sem sapatos e sem meias). Estes momentos são importantes para “estimular o sistema muscular e nervoso, assim como o cérebro da criança”, destaca a podologista. Estão a ler isto, avós-que-estão-sempre-a-dizer-que-a-criancinha-tem-frio-nos-pés-mesmo-que-seja-verão-e-estejam-40º?????

 

Saibam mais sobre quando devem consultar um podologista e que doenças podem afectar os pés das vossas crianças, bem como tratamentos recomendados... AQUI!

 

*Esta rubrica é feita em parceria com a Lusíadas Saúde