Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Quem és tu?

Se alguém me dissesse, há uns tempos, "um dia vais levantar-te da cama às 6h da manhã para ires correr, depois de uma noite em que o teu lindo rebento mais novo acordou de hora a hora", eu responderia certamente: "Amigo, essa cena que fumaste veio de uma excelente casa de Amesterdão, verdade?"

E, no entanto, aconteceu. Hoje. Depois de um jantar que me fez sentir culpada porque comi coisas que não devia, depois de uma noite em que aquele desgraçado me fez ver as horas todas, quando vi as 6h pensei: não é tarde nem é cedo, é já. E fui. E foi lindo. O silêncio, o nascer do sol, o começo do bulício, o rio feito espelho. Lá eu tive um daqueles momentos de invasão de uma felicidade emocionante, só me faltou começar a gritar "hare krishna, hare krishna", juro que até fico com medo disto. 

Entretanto, tirei várias fotos mas há uma que ficou mesmo bem e que mostra a beleza de um novo começar

("a beleza de um novo começar"??? Eu não digo que estou toda mariquinho-espiritualona e tal? Alguém me dê um estalooooo!!!!!)

fotografia-13.JPG

 

 

14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2