Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Pense e fique rico

IMG_4195-cópia.jpg

Estava num café quando vi este jovem e o livro que ele tinha na mão. Esta é uma das maravilhosas vantagens de não termos o telemóvel sempre em frente do nariz (contra mim falo, tenho muitas vezes, mais do que gostaria): quando nos dispomos a olhar em redor descobrimos quase sempre pessoas, situações, acontecimentos que nos fazem sorrir, pensar, corar, angustiar, temer. A vida está à nossa volta, acontece, e muitas vezes estamos demasiado alheados para lhe prestar atenção. Este jovem estava então a ler um livro cujo título era: "Pense e Fique Rico". Achei graça e imaginei-o a acabar de o ler, a pensar muito e... a enriquecer. Não consegui evitar um sorriso. Lembrei-me do filme Cocktail, em que o Tom Cruise protagonizava um jovem obcecado com a fortuna. Depois, cheguei a casa e fui saber mais sobre o livro, que desconhecia. Acontece que é um best seller, com mais de 40 milhões de exemplares vendidos. Napoleon Hill, um jovem jornalista, entrevistou o magnata do aço Andrew Carnegie - provavelmente o americano mais rico do início do século XX. Na conversa que tiveram, Carnegie lançou ao repórter um desafio: entrevistar 500 milionários para descobrir o que tinham em comum. Durante 20 anos, Napoleon Hill dedicou-se à missão e, com o apoio e os conselhos de Carnegie, compilou uma série de princípios a que chamou "As Leis do Sucesso". Pense e Fique Rico sintetiza essas leis. 

Imagino que os mais de 40 milhões que o leram não tenham conseguido pôr em prática as leis e ficarem todos ricos. Não deve, pois, ser trigo limpo farinha Amparo. Mas fiquei a pensar no rapaz do café e no que será a sua vida. Será a riqueza uma meta obsessiva? Estará bem de amor, terá uma família estruturada? Será o dinheiro a única coisa que lhe falta? Conseguirá atingir o objectivo?

Pelo sim pelo não, sou menina para adquirir o livro. 

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2