Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Parabéns!

Hoje a minha querida dona Emília faz anos. Ontem liguei-lhe para hoje não vir trabalhar mas ela exclamou logo, muito sacudida, ao telefone:
- Não ir trabalhar? Mas porquê, é feriado?
Eu, por acaso, acho que devia ser feriado porque ela é a Santa Emília, que me salva de viver numa pocilga, que sabe onde pus toda a sorte de tralhas, que descobre aquele livro perdido, aquela camisola esquecida, que cuida desta família e que é um pilar importante para que vivamos melhor, para que nos concentremos no nosso trabalho e uns nos outros, e não nas arrumações, limpezas e roupas.
Mas, pronto, ela quis vir e foi feita a sua vontade. É uma daquelas mulheres para quem a vida foi sempre de trabalho e a quem não passa pela cabeça ficar de perna cruzada ou a dedicar-se só a si.
Ao fim do dia, os meninos deram-lhe um perfume de presente. E, quando a apanhámos distraída, acendemos as velas num bolo de chocolate e cantámos-lhe os parabéns.
Gosto muito da "minha" Emília. Já está connosco há 9 anos. É uma das nossas.

8 comentários

Comentar post