Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Os melhores fins-de-semana são estes

Às vezes andamos tão cansados que não apetece sair, não apetece fazer jantares em casa, não temos força para mais. Mas depois, quando nos arrancamos desse estado de inércia, percebemos que são todos esses encontros com os nossos amigos que nos fazem felizes, que fazem sentido. Na quinta-feira, depois do lançamento do livro do Paulo Duarte, só tivemos tempo de orientar as coisas em casa e saímos logo para uma corrida-surpresa. Um amigo tem estado fora de circuito e, nessa noite, foi o seu regresso às lides. Pensava ele que ia correr só com um amigo e, de repente, começámos todos a sair dos carros. Éramos 16. Há poucas coisas que me emocionem mais do que a amizade.

1a1b8847-4959-4372-85a8-226fed8f2088.JPG

Na sexta, tive cá a minha irmã, cunhado e sobrinhos (de raspão mas tive), almoçámos na sexta e o João dormiu cá em casa de sexta para sábado. Nessa noite tivemos um jantar de aniversário (só os crescidos) em Cascais e a minha irmã aproveitou para ir jantar a dois (o João ficou cá em casa com os primos e a Alice ficou nos avós). No dia seguinte, eles foram para um casamento e nós tivemos um jantar cá em casa (2 casais, oito crianças).

IMG_3202.JPG

IMG_3210.JPG

532afd7c-bf4a-4376-9f24-767c5ff0300f.JPG

Cada convidado na casa dos condes de Manique tinha um cartão destes.

Os condes de Manique são gente que sabe receber

 

1 comentário

Comentar post