Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Neura pós-férias. Anyone?

Para a maior parte das pessoas não é fácil regressar de férias. É compreensível. Afinal, são tempos geralmente felizes, descansados, em família e (por vezes) com amigos, onde abundam os passeios, os mergulhos, os petiscos gulosos, as roupas informais, a alegria de não ter de malhar com os ossos todos os dias no mesmo escritório para trabalhar, sendo que em muitos casos não há propriamente aquele amor ao trabalho (e mesmo quando ele existe, não apetece sempre-sempre-sempre).

Eu deprimo quase todos os anos. Ok, depressão é uma palavra excessiva, mas é só para perceberem que se trata de um sentimento de tristeza, melancolia e nostalgia que não me abandona assim tão facilmente. Desde que me tornei freelancer a coisa abrandou bastante (o facto de não ter obrigatoriamente de ir para um sítio representa um alívio considerável), mas continuo a ter sérios problemas em largar o modo "pause" e voltar ao modo "on".

Vai daí e pensei fazer um daqueles inquéritos altamente científicos para aferir da vossa dor no pós-férias. Cumé? Também sofrem disto? A que ponto? Bate-vos forte e passa depressa ou andam a carpir meses a fio? Contem-me tudo, vá. Sempre é um tempinho em que relembram o vosso sossego e não se sentem tão sozinhos nesta luta. Mal posso esperar para analisar os resultados!

 

 

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/2