Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Não morri

Não morri. Não ganhei o Euromilhões e, por isso, não ando ocupada a estoirar dinheiro e a fazer muita gente feliz. Desapareci por uma semana porque durante uma semana não tive nada para escrever. Foi esquisito mas, de nada encontrar para escrever e de nada ter escrito, é quase como se não tivesse vivido. O que fiz na semana que passou? O que foi de mim, nestes dias que passaram sem escrever? Penso nisso e assusto-me: até que ponto poderei estar viciada nesta coisa de blogar? Consegui não postar nada durante uma semana, sim, é verdade. Mas também é certo que me soube a pouco a existência sem o lado da escrita desta espécie de diário público. Hoje continuo sem grandes coisas para escrever. Mas cá estou, a retomar o exercício de transformar os meus dias em palavras. A ver se, assim, isto a que chamamos vida me faz mais sentido.

8 comentários

Comentar post