Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Morreu o bebé de Beja atacado por Pitbull

O cão era de um tio, vivia na mesma casa que a criança de 18 meses, e nunca tinha feito mal a ninguém. É o que leio nas notícias. O menino estava internado desde domingo, foi transferido de Beja para o Hospital de Santa Maria por helicóptero, mas morreu hoje.
Que medo que isto me dá. Será que há cães que, mesmo sendo bem tratados e não incitados à violência, têm uma propensão genética para a violência? Será que há raças que têm a agressividade no ADN? Não sei responder. Sei que também há pessoas que se passam da marmita e largam aos tiros em escolas, mesmo quando nada o faria prever. Dá medo pensar nisto, porque sendo assim amanhã pode ser o cão da minha mãe a enlouquecer, ou posso ser eu a perder o tino, ou um dos meus filhos, e vai-se a ver e a velhinha simpática que deixamos atravessar na passadeira pode sacar de uma G3 e dar-nos cabo do canastro, ou o inofensivo caniche da minha vizinha é bicho para se atracar às minhas canelas e fazê-las em papa. A imprevisibilidade dá-me medo, pronto. E nem consigo imaginar a dor daquela família.

52 comentários

Comentar post

Pág. 1/6