Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Mateus, o bebé

O Manel quando nasceu tinha roupas XPTO todos os dias. Primeiro os cueiros e as cambraias, fitas de cetim, depois as roupinhas à homem, sapatos a condizer, todo ele kitado, nada podia falhar, os seus looks eram sempre perfeitos.
A seguir veio o Martim que basicamente herdou as fatiotas do irmão e, por isso, andava também sempre a preceito.
Depois, a Madazinha. Como era menina teve direito a todo um séquito de vestidos e saias e o diabo a sete. Como ainda por cima nasceu no Verão, era vestida e despida várias vezes, mesmo que só estivesse levemente babada, para a mãe fazer o gosto à vaidade (a minha, não a dela, coitada).

De maneira que o Mateus está cheio de sorte. É talvez o único dos quatro que está efectivamente confortável e que é só um bebé. Passa os dias de babygrow, quentinho. De pijaminha. Sem sapatos. Sem apertos. Sem estilo. Sem mariquices. 

Claro que às vezes lá lhe visto uma ou outra coisinha mais jeitosa, mas regra geral este budinha está vestido para dormir - que é, com efeito, o que ele faz na vida.

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2