Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Manteiga corporal ou o risco de virar canibal

Entrevistei as criadoras da Inoeh há mais de um ano, ainda estavam elas longe de fazerem uma parceria com A Pipoca Mais Doce. Entrevistei-as para a rádio, por serem as criadoras de uns vernizes portugueses com muita pinta e qualidade (Inocos) e porque «venceram a crise», atirando-se para a frente, criando, empreendendo, que é algo sempre de louvar. Depois, veio a parceria com a pipoca e hoje a Inocos está bem lançada no mercado, e ainda bem. Na semana passada as empresárias enviaram-me uma encomenda: uma manteiga corporal Inoeh «A Pipoca Mais Doce», mais um fruto desta parceria. A embalagem é linda, o boião é giro e a manteiga corporal... não só tem um aspecto comestível como... cheira a leite creme! Não sei como é que consigo espalhá-la no corpo sem desatar a trincar-me mas tenho conseguido. Não é fácil... mas o resultado é bom: pele bem hidratada e o cheiro a baunilha acaba por ficar atenuado (senão podia ter contra-indicações graves).

Obrigada, meninas «inocas». E parabéns pelo sucesso! Eu soube que conseguiriam desde o primeiro momento.



9 comentários

Comentar post