Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Mada, a independente

Fui buscar a Mada aos avós paternos. Diz que se portou lindamente, que dormiu 13 horas com duas interrupções para chorar pelo pai e pela mãe, beber um leitinho, e voltar a adormecer.
Quando me viu fez o sorriso mais delicioso que é possível e abraçou-me como se não nos víssemos há 1 mês inteiro.
Veio no carro sempre a falar, como é seu apanágio, e feliz da vida por voltar a casa. Contou-me que tinha chorado e fê-lo em discurso directo, aflautando a sua própria voz até a pôr num tom mariquinhas, quase como se gozasse consigo própria: «A Mada chorou e disse assim: Quero o meu papá, quero a minha mamã! Quero o meu papá, quero a minha mamã!»
Quando entrou em casa, abraçou-se aos seus manos, toda contente. Mas as saudades dos irmãos não a impediram de querer vir comigo conhecer a mercearia nova, que abriu aqui ao pé de casa. A minha mãe foi connosco. Quando estávamos a voltar, a Madalena virou-se para mim e disse: «Quero ir para casa da minha vovó...» Eu olhei para ela, incrédula. Então mas ainda agora vieste da casa dos outros avós... Ela continuou decidida. A minha mãe assentiu, sussurrando que não tarda a traria de volta, que a razão de tanta vontade de ir para sua casa devia prender-se com o café que há mesmo ao lado, e para onde ela adora ir. «Bem se trama», riu-se a minha mãe antevendo a sua desilusão: «O café está fechado!» E lá foram as duas.
Passados nem 5 minutos, o telefone tocou. Vi no visor que era a minha mãe. Sorri ao imaginar que a minha filha já estivesse a chatear para voltar para casa. Atendi:
- Tou?
- Filha - começou a minha mãe - a Madalena quer falar. Vou passar.
- Ok (medo).
- Tá, mãe?
- Sim, filha.
- Olha, posso jantar em casa da avó?
- Eeeeerrrr... Podes mas...
- Ok. E olha, traz o pijama que eu também quero dormir aqui.
- ...

Eu não dizia que isto é bicho para arrendar uma casa não tarda e pôr-se a andar?
Vou então tratar da mochila.

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2