Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Luz dentro do armário

Comprei um novo roupeiro para o meu quarto (a culpa é da loja do demo, aka Happy Company, e o meu marido está inclusivamente a pensar entregar-lhes a factura para que procedam ao pagamento). De caminho, ao ver os roupeiros, enlouqueci com as luzes com sensores (como nos hotéis - acendem quando abrimos a porta).

Gostei tanto que já lá voltei para comprar luzes para os outros armários já existentes e posso dizer que a iluminação no interior dos roupeiros está para mim como a revolução industrial esteve para os países no século XIX.

Como diz, e muito bem, o senhor meu marido: nada como trazer luz para dentro do armário (para o caso de não terem percebido a metáfora: discernimento para dentro da alma, paz interior). Estou nessa fase (real e metafórica).

FullSizeRender-33.jpg

 Serviço público: comprei no Ikea, há eléctricas e a pilhas (as eléctricas custaram 25€, salvo erro e a maior a pilhas custou 16€)

9 comentários

Comentar post