Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Gosto!

Gosto do sol. Do calor. Das noites abafadas, tão abafadas que apetece jantar às 22h e não ir para a cama a não ser de madrugada. Gosto do cantar dos grilos e da música das cigarras. Gosto do perfume das flores, no Verão. Gosto do cheiro a cloro das piscinas, ainda que saiba que não é nada saudável. Gosto do bater das ondas e de escorregar nelas e de escutar as gargalhadas dos meus filhos quando deslizam no mar. Gosto que estejamos assim, com pouca roupa, de tocar a pele deles, de a sentir na minha, coisa assim bem animal. Gosto das saladas ao relento, das sangrias, do vinho verde ou rosé, gosto de cerveja fresquinha, de conquilhas e outros petiscos marinhos. Gosto do cheiro a protector solar (não gosto nada quando não cheira). Gosto de sestas. Gosto do cheiro com que a minha filha acorda, desse sono breve da tarde. Um cheiro quente que enternece. O mesmo cheiro que o Manel tinha. O mesmo cheiro que o Martim tinha. Um cheiro que se repete e que, ao repetir-se, recorda e, ao recordar, torna a enternecer. Gosto do peso do corpo dela encostado ao meu quando acorda, e dos braços pequeninos e tenros em redor do meu pescoço. Gosto dos abraços que damos, todos, como se gostássemos muito mais uns dos outros nesta altura do ano do que em todo o resto do ano. Gosto de bolas de Berlim na praia, gosto de jantaradas de amigos. Gosto de vestidos brancos compridos, gosto de sair à noite com a pele tostada pelo dia na praia ou na piscina, gosto de dançar com flores no cabelo e rodeada de gente bronzeada, gosto do cheirinho a creme hidratante que paira no ar. Gosto de flutuar no colchão, embalada pelas ondas, e de fazer um balanço do ano profissional que passou. Gosto de pôr as leituras em dia, deslumbrar-me com a boa escrita, roer-me por dentro por não ter sido eu a escrever assim. Gosto de Tavira e de Cacela Velha e de revisitar os poisos habituais. Gosto que os meus filhos reencontrem os amigos de sempre na praia e de ficar a olhar para todos a concluir que estão tão grandes. Gosto de reencontrar os meus amigos e de marcarmos mesa para dez, apesar de sermos apenas dois casais. Gosto da segunda parte das férias, com outros amigos que são como família, e com quem temos uma cumplicidade rara. Gosto dos jogos de cartas até tarde, gosto dos almoços e jantares preparados, ora num apartamento ora no outro, e de ficar de molho com a S. até termos dedos de velhas, e do dia em que vamos a Vilamoura, comprar mimos para os miúdos e roupa para os nossos homens. Gosto quando lhes pregamos a partida e eles aparecem no restaurante do hotel vestidos de igual.
Gosto muito das férias de Verão. Só não gosto que tenham de acabar. Mas... o euromilhões ainda não saiu, certo? 176 milhões de euros, esta sexta-feira, vinham então mesmo a calhar. Também gostava disso.

35 comentários

Comentar post

Pág. 1/4