Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Fim-de-semana em Paris

Fomos na sexta à hora do almoço. De manhã andámos a distribuir filhos (um já estava em Londres, o outro foi passar o fim-de-semana em casa de um amigo, e os outros dois foram para casa dos avós) e depois fomos para o aeroporto. Foi um fim-de-semana bom, em que pudémos desfrutar da companhia dos amigos sem termos o stress de correr a maratona. Muito gostosa, a sensação, devo dizer. O Zé ainda tentou que nós metêssemos na cabeça que a íamos fazer mas era só muito parvo, muito irresponsável, muito arriscado até. O nosso objectivo ao irmos a Paris - uma vez que não treinámos o suficiente para fazer a maratona - era acompanhar o Zé para que ele não a fizesse sozinho. Não havia garantia que alguém fizesse a prova ao ritmo dele e para nós era ponto assente que não o íamos deixar correr 42 km sem ter ninguém ao lado quando, ainda por cima, fomos nós que insistimos tanto para ele a fazer connosco (quando ainda estávamos empenhados). Na verdade, ele iria fazer amigos ao longo de 42km e iria animar os desanimados, sem nunca precisar do ânimo de ninguém - nunca conheci ninguém assim, o homem é a festa em pessoa. Mas pronto. Esse era o nosso plano. Vimos o mapa e percebemos que a melhor maneira era sairmos ambos aos 9km, ele ir sozinho os próximos 10km, o Ricardo voltar a apanhá-lo no quilómetro 19, ir com ele até ao 29, onde eu estaria para seguir com ele até ao fim (o Ricardo apanhar-nos-ia nos últimos 2 km). Na partida, confesso que ainda senti aquela tentação "bora lá fazer isto!", o Ricardo também disse entredentes "então estamos aqui na maratona de Paris e não a fazemos?" Felizmente tivemos o discernimento para, aos 9km, dizermos ao Zé que não íamos continuar e que seguiríamos o plano combinado. Estava um calor de ananases e seria suicídio prosseguir. Fomos logo para o km 19, tomámos um café (a senhora do café na Rue de Charenton era portuguesa e deu-me um comprimido para a enxaqueca que foi milagroso - fiquei cheia de pena de não saber o nome do comprimido), e ficámos à espera dele. Quando chegou, o Ricardo seguiu, despedi-me deles e fui à procura do metro para ir ter ao km 29. Fui de metro, nem tive de mudar de linha, tive apenas de esperar 18 estações. Quando saí... ups. Estava efectivamente perto da Torre Eiffel mas... cadê a prova? Cadê os maratonistas? Andei a correr ali à volta, num desespero, tu queres ver que eles vão passar o km29 e eu aqui feita parva? Finalmente lá os descobri, do outro lado do Sena. Ainda bem que entretanto encontraram o Francisco e vinham em ritmo lento... caso contrário tinham passado e eu às voltas à procura da corrida. O Ricardo continuou connosco até ao quilómetro 30, despediu-se, nós continuámos. O Zé na palhaçada do costume, a dançar com todas as bandas, a empurrar os que estavam à morte, a animar o Francisco que também já tinha conhecido melhores dias... enfim, um circo como só ele sabe montar. Chegar à meta fresca foi uma experiência nova 😂 e bastante agradável. Sou bem capaz de me especializar em fazer isto assim. Passar o fim-de-semana fora, a acompanhar o pessoal, correr uma meia-maratona, ter momentos de rambóia, et voilà!

7304d00f-6e81-44d3-b8ab-551fca51a824.JPG

À nossa espera no aerporto, em Paris

25ebc2b0-5bb4-439e-a17a-35ab801e7d95.JPG

 O saltinho da ordem antes da Breakfast run (a corrida de 5km na véspera da maratona)

70278e9b-1a97-4a57-a0b3-7fb326f36f09.JPG

 Croissants no final da Breakfast Run

784490be-1a5e-48f5-8d0d-0846768c1fd0.jpg

Selfie na escadaria da Sacré Coeur

df0540e3-303a-4445-992a-230de5e323fc.JPG

IMG_2907.JPG

6715cba9-4408-4033-9bb8-8927063a7d7e.JPG

Antes da partida 

a2dbd87b-cf06-4a30-a33c-250b4e5c9d9e.JPG

Os primeiros 9km

0d6b1d40-86e7-4cf2-9d1a-62d14d46ced8.JPG

19da45c5-1bab-4639-b24c-a6dd81b681dd.JPG

 

bd50335d-7822-44d4-9ae5-060dec21b1be.JPG

 Do km 19 ao 29

a739123a-6e1c-4ee9-a604-451fcf52cac5.JPG

e69ff6d5-61a4-47dc-a06e-ee9e0d6bb5ac.JPG

cd6d32bf-374a-424d-8de2-e1eda66fd33c.JPG

 Do km 29 ao 42

b6a79418-c53f-4f67-98c0-5754e9fe0ee0.JPG

Os maratonistas e os dois acompanhantes

IMG_3001.JPG

A todos os que completaram os 42 km, muitos parabéns. A todos os que o fizeram pela primeira vez (havia algumas meninas estreantes no grupo) parabéns a dobrar. Ao Zé, parabéns por ser uma força da natureza (e por fazer anos hoje). Ao Francisco, parabéns porque bem vi como lhe custou (estudasses!). Ao meu amor... por estar sempre comigo, incondicionalmente.

Foi um prazer acompanhar-vos.

6 comentários

Comentar post