Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Evangelização verde

Ontem a Mada chegou a casa, da escola, a cantar. A páginas tantas, culminou a cantiga assim:
«... ou ela chora, ou ela grita, ou vai-te embora, pulga maldita! Batata frita! Viva o Benfica!»

O Manel deu um salto, horrorizado.
- O que é que disseste, Mada????
Ela percebeu logo onde é que ele queria chegar e só repetiu a frase que o incomodou:
- Viva o Benfica!
O Manel engoliu em seco, levou as mãos à cabeça e disse:
- Anda,cá, maninha. Senta-te aqui. - e, com o ar mais grave deste mundo, começou: - O Benfica não presta... Cá em casa ninguém é do Benfica. E tu também não és...
- Sou, sou.
- Madalena! O mano está a falar a sério. O mano vai mostrar-te uma coisa.
Eu rebolava a rir, na cozinha. E fiquei para ver o que iria ele mostrar-lhe. Foi então que comecei a ouvir a Maria José Valério: «Rapaziada, ouçam bem o que eu vos digo...». Seguiu-se o «Só eu sei porque não fico em casa» e o «Fogo de Leão» e mais não sei quantas. Depois, pegou-lhe na mão e pôs-se a dançar com ela e a ensinar-lhe as letras, com toda a paciência, numa verdadeira evangelização. No final, indagou:
- Então, diz lá. Diz lá se o Sporting não é lindo?
- É. - respondeu ela, fazendo-lhe a vontade.
Ele sorriu, abraçou-a e deu-lhe um beijo na testa. E quase posso jurar que soltou um suspirou aliviado.

28 comentários

Comentar post

Pág. 1/3