Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Eu resisti ao bicho a que mais ninguém resistiu (suspeito que devo ser pior que o bicho)

Cá em casa tombaram todos. Primeiro o Mateus a vomitar-se todo, a seguir a ligarem da escola para irmos buscar a Madalena. Depois foi o Ricardo, a ter de parar em plena segunda circular para chamar o amigo Gregório. Um dia depois deste pequeno inferno com 3 focos, tombou o Martim. Mais um dia passado e... foi a vez da minha mãe. E depois, quando eu e o Manel já nos vangloriávamos ambos de sermos os resistentes, ele ligou-me para o ir buscar à escola e abraçou-se à sanita como se fossem os melhores amigos. A babysitter que ficou com eles na sexta-feira (quando já estavam todos melhores, excepto o Manel que estava ainda abananado) mandou mensagem a dizer que também soçobrou. E os meus sogros, que vieram no sábado... estão na mesma.

 

Eu... cá estou.

Fina.

Das duas uma: ou isto de ter 4 filhos já me tornou imune a todo o tipo de bicharada, ou sou tão ruim que nem a bicheza me pega. 

25 comentários

Comentar post

Pág. 1/2