Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Espírito de Natal

IMG_6174.jpg

IMG_6178.jpg

 Camisolas natalícias (lindas!) da Mada e do Mateus: Zippy 😍

 

As crianças cá de casa adoram esta época. Sobretudo a Madalena, que é a beatinha da família, sempre a cantar cantigas que metem a virgem Maria e os pastorinhos e o menino. Eu, apesar do meu ateísmo, também. Porque apesar de ter este infortúnio de não acreditar em Deus, acredito que Jesus há-de ter sido um bom homem, e acredito que os valores cristãos, quando são levados a sério, são bons valores para levar em linha de conta (no fundo, trata-se de ser boa pessoa, acredite-se ou não em Deus, até porque há quem bata com a mão no peito e se diga muito crente mas depois é pior do que uma cobra e não faz por ninguém absolutamente nada de bom). Adiante.

Gosto de fazer a árvore de Natal com eles, com músicas de Natal como banda sonora. Aliás, adoro músicas de Natal. Posso ouvir até ao enjoo. Gosto de começar a pensar na noite, na família reunida, na ceia, no presente para o amigo secreto. Gosto de preparar um espectáculo para a família, com os miúdos, qual família Von Trapp. Gosto de decorar a casa. Gosto das iluminações de rua, de uma certa alegria colectiva, dos eventos natalícios que há por aqui e por ali, dos jantares de Natal.

Este fim-de-semana fizemos (finalmente) a árvore porque antes a casa esteve em obras. E fomos à Vila Natal de Cascais.

IMG_6239.jpg

IMG_6230.jpg

IMG_6237.jpg

IMG_6249.jpg

IMG_6251.jpg

IMG_6258.jpg

IMG_6322.jpg

IMG_6349.jpg

IMG_6376.jpg

IMG_6369.jpg

IMG_6362.jpg

IMG_6296.jpg

IMG_6244.jpg

 

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2