Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Em contagem decrescente

Amanhã tenho um jantar com os meus amigos de adolescência. Se nenhum se baldar, seremos uns 16. Quase todos do núcleo duro da Manuel Ferreira de Andrade, a rua onde vivi até sair para viver com o meu homem. Por isso, o jantar tem o curioso nome de "MFA", mas não se esperam chaimites. Ao jantar vão dois amigos que viviam no meu prédio (um no 1º andar, o outro no 8º - eu vivia no 6º). Vai o meu primeiro namorado. Vão amigas que se mantêm até hoje. Vão pessoas com quem saí à noite anos a fio, com quem me diverti muito, com quem passei férias, de quem tenho as melhores recordações. Foram tempos memoráveis. O nosso grupo era grande e sólido e vivemos tantas aventuras. Muitas das coisas que vivemos, vivemo-las juntos pela primeira vez. Ensaiámos passos, experimentámos caminhos, rimos e chorámos e estivemos lá uns para os outros. E eu acho que este jantar só pode ser muito divertido e comovente, até. Alguns de nós não nos vemos há muito, muito tempo. Crescemos tanto, entretanto. Será que ainda há algo que nos une, ou será que tudo nos afasta? Quem seremos nós, hoje?
Mal posso esperar para saber as respostas.
Sim, sou eu… praticamente um bebé

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2