Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

E cá por casa? Que livros se leram?

IMG_1007.jpg

Continuamos na senda de pôr os miúdos a ler 1 livro por mês, ideia que deu origem ao Clube de Leitura propriamente dito. No outro dia conversava com uma psicóloga que respeito imenso sobre isto de "obrigar" os meus filhos a ler. Ela descrevia o seu ponto de vista, que a obrigação é algo que o cérebro conota como algo negativo e, por isso, obrigar alguém a ler fazia com que os livros não se inserissem no capítulo do prazer. Eu percebi o que disse e acho que faz sentido, mas continuo na minha: se não fosse esta "obrigação" esta malta brava cá de casa só via o Youtube, séries e jogos. Não tem de ser mau mas é pouco. Há livros que, ou lêem agora ou mais tarde não faz sentido ler. Não se lê as Memórias de Um Burro, da Condessa de Ségur, em adulto, ou os Cinco, da Enid Blyton, ou Robinson Crusoe, de Daniel Defoe, entre taaaaaantos outros. Há livros que têm um tempo para serem lidos e é importante. E a verdade é que agora já é o próprio Manel a querer ler, a interessar-se. Se não fosse esta "obrigação" não teriam lido livros de que gostaram, onde aprenderam, que lhes fizeram diferença, que os obrigaram a sair dos ecrãs, a concentrar-se, a reflectir. Se não fosse esta "obrigação" estariam mais pobres, ainda que não dessem conta (o Manel já dá e até já agradece). 

Este mês o Manel leu o Manifesto Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels. Anda muito interessado nas diferenças entre Esquerda e Direita e quis saber mais sobre o Comunismo (para a seguir ir descobrir outras leituras, que lhe mostrem outras ideologias). Foi muito interessante ouvir o seu resumo e a forma como deu a sua opinião. O Martim leu Histórias da Terra e do Mar, de Sophia de Mello Breyner Andresen. Gostou de alguns contos, menos de outros. O último, que descreve Vila D'Arcos ao detalhe pareceu-lhe uma chatice pela ausência de acção (a falta de maturidade para as descrições é algo de que me recordo bem). A Madalena falhou a missão e está, por isso, arredada das tecnologias por um mês. Eu li os dois livros que já descrevi no post anterior (Kafka à beira-mar, de Haruki Murakami e Estar Vivo Aleija, de Ricardo Araújo Pereira) e o Ricardo leu O Velho e o Mar, de Ernst Hemingway, e O Crime de Lorde Arthur Savile e Outros Contos.

6 comentários

Comentar post