Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

E a seguir...

... fomos para a Fábrica do Braço de Prata, mais precisamente para a Sala Wittgenstein, que ficou fechada só para nós. Éramos 68 pessoas e a sala ficou impecável - nem grande nem pequena para todos.


À meia-noite os meus amigos foram uns queridos e fizeram-me um belo brinde. E, mal o jantar terminou, a Sandra Alves veio dizer-me que ela e a doida da Pólo Norte tinham um presente para mim. Que estavam vários homens à minha espera ao fundo das escadas. Fui e levei a malta comigo. E o que tinha eu à minha espera? A Estudantina do ISEL, que me cantou uma serenata. Uma serenata inteirinha só para mim? Ooooooh.... que presente tão fixe! Obrigada, queridas meninas. Quando estava ali a ouvir lembrei-me muito do "nosso" Rodrigo, que nos juntou. 





E tenho de agradecer muito, muito, muito ao Pau Storch e Margarida Fernandes pelo maravilhoso trabalho fotográfico que fizeram.

1 comentário

Comentar post