Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Driving myself away

759 km. 
Estou velha. Já lá vai o tempo em que fazia isto com uma perna às costas. Agora? Sinto-me como se tivesse levado uma tareia. Duas tareias.
Perguntam-me às vezes porque gosto de fazer estas viagens de carro sozinha. Por várias razões. Primeiro porque gosto de conduzir. Podia bem ser camionista. Depois porque oiço música, canto, vejo a paisagem e penso na vida. Por último porque choro. Podem-se rir, é um bocado parvo, mas é assim. Sempre precisei muito de chorar e agora falta-me o tempo. Nestas viagens oiço música triste e choro. Choro muito e alivio todas as tensões acumuladas dentro do peito. Nunca experimentaram? Pois deviam. É melhor que ir ao psicanalista. 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/3