Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Bonança?

Menos contracções (muuuito menos).
CTG flat, bera para surfistas.
Baby M mexido, tão mexido que ontem não foi possível deixar o CTG amarrado à barriga com as fitas, foi preciso ficar lá a Patrícia, a segurar nele e a perseguir o coração do bebé, que insistia em escapar do sítio a cada 5 segundos (eu bem digo que ele vai ser um gozão de primeira).
Dr. Fernando Cirurgião deu ordem de soltura, mas uma soltura muito ligeira, com muito repouso na horizontal, medicação, água a rodos e orientações em caso de nova emergência.
Estamos felizes mas muito cautelosos. Esta é uma daquelas fases perigosas, em que se pode começar a facilitar com as consequentes repercussões. Um bocado como os putos que começam a andar bem de bicicleta e depois se esbardalham porque acham que já podem guiar sem mãos. A ver se me lembro disso. Quer dizer, na verdade não tenho grandes hipóteses de me esquecer - tenho cá em casa um verdadeiro polícia de costumes, que está sempre a mandar-me deitar, tipo ordem que se dá ao cão: deita!
Obrigada (uma vez mais) pela vossa corrente positiva. Tenho-me sentido muito confortada pela família, pelos amigos e por vocês, que não sendo família nem amigos, são as pessoas que me lêem e que gostam de mim, de nós, da família cocó.

28 comentários

Comentar post

Pág. 1/3