Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Afinal era um pónei

O Mojito ainda não estava um cavalo mas também já não é bem um cão. Está assim a meio caminho, talvez seja uma espécie de pónei. Quando nos viu urinou-se todo de felicidade mas não esqueceu de ir cumprimentar a senhora do hotel, sinal de que estamos a educá-lo muito bem (ah ah ah), trata-se claramente de um animal que conhece o sentido da palavra gratidão. Confesso que tive assim uma certa comoção de o rever e o Martim até chegou a ficar com lágrimas nos olhos. Parecia mais calmo e tivemos uma certa esperança de que os dias de loucura tivessem ficado para trás. Mas foi sol de pouca dura. Umas horas depois e já estava à vontade para nos trincar os tornozelos - é definitivamente o seu pior defeito. Se há coisa que me transtorna os nervos é andar na cozinha a cozinhar ao mesmo tempo que dou gritos quando me ferra um pé ou, pior ainda, o rabo. Sim, às vezes o parvo apanha-me de costas e entretém-se a mordiscar-me o traseiro - é com cada uivo que só visto (meu, leia-se, não dele). Já cá está há 5 horas e ainda não fez xixi ou cocó em casa. Talvez facilite o facto de estarmos a ir com ele à rua de 2 em 2 horas… ou isso ou o hotel fez-lhe mesmo muito bem. Espero que tenha feito e tenha gostado e tudo, porque em Agosto vai passar lá 3 belas semanas!

14 comentários

Comentar post