Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

A primeira semana de aulas cansa-me

Já me tinha esquecido de como é lixada a primeira semana de escola. Os putos às oito da noite estão com um feitio do demónio, de tão cansados que estão. A Madalena ontem adormeceu antes mesmo de jantar. Hoje fez uma birra (coisa relativamente rara na bicha) porque disse que ia fazer anos depois de amanhã e eu ousei explicar-lhe que tinha feito anos em Junho e que, por isso, faltava muuuuuito tempo até voltar a fazer. Foi um vê se te avias.
- Eu faço anos depois do Sebastião e por isso é depois de amanhã, mãe! Tu não sabes! [choro desesperado, mãos a agitarem-se diante do meu nariz, cabecinha de lado] Tu não sabes, mãe! [repetição claramente com o intuito de dramatizar] Tu não sabeeeeeees! [ok, já não é um drama, é mesmo um dramalhão] Eu não faço anos em Junio! Eu faço depois de amanhã! Está lá escrito, na minha sala! Tu não sabes!
Evitei desmanchar-me a rir, pus o ar mais sério que consegui, e retorqui:
- Ouve. Tu nasceste da minha barriga. Se há alguém que sabe quando nasceste sou eu. E tu, minha menina, nasceste em JUNHO! Falta um longo ano até fazeres anos outra vez, OK? E agora limpa lá essas lágrimas de deixa-te de números.

Voltou-me as costas, indignadíssima, e foi chorar para a cama. Ah, e antes fechou a porta do quarto. Eu disse «fechou a porta do quarto». Suavemente. Porque já uma vez a atirou com estrépito mas levou logo um aquecimento no traseiro, de modo que lhe passou a teatralidade que foi um ápice. Bom, não toda. Mas pelo menos a que incorre em má educação.
Espero que para a semana já esteja tudo mais rotinado. Cheguei agora ao sofá, depois das birras, dos banhos, do jantar, da loiça na máquina, da lavagem dos dentes, da leitura da história, e sinto-me a desfalecer.

5 comentários

Comentar post