Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Espelho meu, espelho meu...

... há alguém com passatempos tão bons como eu?

Há. A Zippy. Vão aqui e vejam com os vossos próprios olhinhos.
Basicamente, o passatempo já começou (CORRAM!) no dia 26 de Abril, termina no dia 6 de Maio, e vai oferecer um prémio por dia (pack de puericultura) às mamãs. No final do passatempo, a Zippy vai sortear um carrinho entre todas as frases vencedoras.
Força aí, minha gente. Aquilo já está carregadinho de frases lindas mas a verdade é que um prémio por dia vale mesmo a pena!

Ignite Portugal Trabalhador. Não percam!

No próximo dia 1 de Maio vai haver mais um IGNITE Portugal em Lisboa! 
Sabem o que é o Ignite? Um evento, em que oradores inspiradores apresentam as suas ideias em 5 minutos, com 20 slides que passam automaticamente de 15 em 15 segundos.

Este chama-se IGNITE PORTUGAL TRABALHADOR porque será um evento único dedicado ao trabalho na óptica de quem não o tem. Ali juntar-se-ão empregadores, desempregados e inspiradores num evento de partilha, networking, aprendizagem e oportunidades!
Será um ignite dedicado a todos os que QUEREM TRABALHAR. A todos os que não querem ficar de braços cruzados a ver passar navios.
O programa é fantástico, com 30 oradores inspiradores, música, FEIRA DO TRABALHO, beer-breaks e muitas SURPRESAS! Vai ser no Lx Factory (Rua Rodrigues Faria, 103) - Sala FÁBRICA L / XL
Ver o programa completo aqui.  

COMPREM JÁ OS VOSSOS BILHETES AQUI.
(NOTA: Quem não tem trabalho NÃO paga bilhete! Basta inscrever-se e aparecer com muitos cartões de visita para fazer networking).

Vamos lá levantar Portugal!

...

A parte chata de ir aos meus sogros à sexta-feira à noite é mesmo voltar. Nós estamos exaustos de uma semana de trabalho, vimos cegos para nos enfiar na cama ou fazer uma passagem rápida pelo sofá da sala (uma espécie de estágio), mas depois, ao estacionar, olhamos para o banco de trás e suspiramos. Ainda temos 3 criaturas inertes para levar para cima, despir, vestir os pijamas e deitar. Uffffffffffffff.

A minha amiga Constança

Já não ia fazer companhia à dona Constança há umas semanas. Escrevi-lhe uma carta, a explicar as enfermidades que por aqui andavam, ela telefonou para saber dos meninos, mas acho que ambas já sentíamos falta uma da outra.
Hoje estive lá duas horas, com a Madalena, a conversar, a rir e a beber chá. A Mada cantou e dançou e trepou para o colo da «minha dona Constança», matando-lhe assim parte das saudades que tem dos filhos e dos netos quando eram bebés. Foi mesmo bom. E consegui não olhar para o telemóvel para ver emails nem uma vez, o que é mesmo muito, muito raro. E ainda saí de lá com umas lindas rosas amarelas, que ela me quis oferecer.
Às vezes penso que foi uma loucura ter-me metido nisto do voluntariado, às vezes deito as mãos à cabeça, «como é que vou arranjar duas horas no meio da minha semana louca para estar, simplesmente, à conversa?» Às vezes fico mesmo desesperada, com tanto que tenho para fazer e tão pouco tempo. Mas depois... depois vou e sinto aquele prazer de que todos os voluntários sempre me falaram. Uma satisfação que vem de dentro, que é quase espiritual, que é mesmo intensa. E por isso, logo depois de pensar que foi uma loucura ter-me metido nisto, acabo sempre a pensar que afinal foi uma óptima ideia e que já não me imagino sem dar o meu tempo voluntariamente a alguém.


Uma bela iniciativa: Hotéis Real apoiam as Aldeias de Crianças SOS


No primeiro domingo de Maio vai ser possível homenagear uma Mãe SOS, nos Hotéis Real. Os Hotéis Real apoiam as Aldeias de Crianças SOS apresentando Mães que dedicam a sua vida a crianças órfãs, abandonadas ou pertencentes a famílias de risco.
Inspirados no gosto de cada mãe, esta cadeia de hotéis criou ofertas personalizadas para as mimar de corpo e alma. Cada Mãe SOS dará o seu nome a um voucher de massagem ou a um menu por si escolhido, partilhando com todos o amor pela sua família.
A Celina, da Aldeia da Guarda, é Mãe SOS de 6 filhos que são a sua maior paixão. Porque o mar a relaxa profundamente, a Celina escolheu o Ritual Tesouro do Mar. Assim nasceu oVoucher Massagem da Mãe Celina.
Também as mães Natacha e Paula partilharam o que mais as faz relaxar e escolheram uma massagem que também ganhou os seus nomes.
Já as mães Anabela, Filomena e Fernanda partilharam as suas preferências com os Chefes de Cozinha que, individualmente, criaram um menu para cada Mãe.

Por cada voucher massagem ou menus vendidos, 5€ revertem a favor das Aldeias de Crianças SOS.

Seja em Lisboa, Cascais ou Algarve, são muitas as formas para, por um lado, surpreender a sua mãe e proporcionando-lhe um dia inesquecível e, por outro, ajudar quem mais precisa.
Menus a partir de 20€ e vouchers de massagens a partir de 25€ .

Eu cá alinho! (mais informações em: realhotelsgroup.com)

Mãe SOS Adalcinda

Mãe SOS Anabela

Mãe SOS Cecília

Mãe SOS Celina

Mãe SOS Fernanda

Mãe SOS Filomena

Mãe SOS Natacha

Mãe SOS Paula

Mãe SOS Zilia

Sugestões de fim-de-semana #2

1 - 9ª Festa da Primavera no Jardim Botânico da Ajuda - Há muitas actividades bem giras como fazer escalada nas árvores, fazer bonecos ecológicos com meias de vidro recheadas de alpista, vai haver jogos onde é preciso descobrir o nome científico de algumas plantas, teatro onde os protagonistas são crianças (com o Grupo de Teatro Infantil Animarte). Sábado e domingo, das 10h às 18h, no Jardim Botânico da Ajuda. A entrada custa 2 euros por pessoa (menores de 4 anos não pagam).
2 - Pinóquio - Teatro Politeama. Mais um musical de Filipe La Feria a não perder. Sábados e domingos às 15h. 7,50€ - 12,50€.
3- Lego Fan Event - Campo Pequeno. É a maior mostra da Lego que Lisboa já viu. Há réplicas de monumentos, cidades, personagens. Dia 28, 29 e 30 de Abril. Das 10h às 21h. Adultos: 5€; Crianças: 3€.
4 - Os Piratas! - Tenho para mim que este filme deve ser bem giro!
5 - As mulheres não percebem... Teatro Tivoli. Peça de Frederico Pombares, Henrique Dias e Roberto Pereira, com encenação de José Pedro Gomes. Pode rebolar a rir com uma conversa entre amigos, sobre aquilo de que os homens falam quando estão juntos: mulheres. Com Aldo Lima, André Nunes e Rui Unas. De quinta a sábado às 21.30 e aos domingos às 17h. 12,50€ - 20€. Até 20 de Maio.

Juve Leo caseira

Isto de viver com um taradinho do Sporting debaixo do mesmo tecto (e não, não é o Ricardo, é mesmo o meu filho Manel) tem muito que se lhe diga. Desde as 18 horas que não oiço outra palavra que não seja: Sportiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiing!
Depois já variantes: «Sporting, tu és a minha vidaaaaaaaa», «E o Sporting é o nosso grande amooooooor», entre outras que não me ocorrem, que sou pessoa de memória selectiva.
Os irmãos imitam-no, aos gritos, e eu sinto-me a viver no meio de hooligans. Com o passar das horas o estado febril vai piorando. Dá medo.


Ooooooooh....

Acabo de ver um teste de paginação do meu livrinho e fiquei assim a modos que comovida. Não é o meu primeiro livro, mas é o primeiro a solo. Ou seja, na verdade é como se fosse o primeiro. Não será uma obra-prima da literatura, ainda não é o romance, mas é meu e gosto dele. E ver os meus textos assim em formato de livro deixou-me em momento Pause. O que foi bom, atendendo à histeria que tem sido este meu dia. :) Obrigada I., por este instante.