Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

112

Ontem, a caminho da quinta dos meus sogros em Palmela, vimos um carro a arder. Estava num descampado, cheio de mato seco, cavalos ali à beira, e o carro a ser devorado por labaredas. Ligámos de imediato para o 112. Ficámos 4 minutos e 12 segundos à espera que alguém atendesse. Quatro longos minutos e doze segundos. Só pensava o que seria se estivesse com uma criança vítima de afogamento, se alguém à minha beira estivesse com um enfarte, se a minha casa estivesse em vias de arder. Quatro minutos só à espera que alguém atendesse do 112. Mais o tempo que teria de esperar pelo envio de ajuda. Alguém devia fazer alguma coisa. Na época do ano em que há mais perigos (por causa da água e do fogo) parece-me uma espera inadmissível.

112.jpg

 

11 comentários

Comentar post