Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Virar frangos

Hoje sinto-me a virar frangos. Estou a escrever o terceiro texto, assim de empreitada. Cada um maior do que o anterior. Acabo um, sigo para o próximo. O braço já me dói, tenho ainda tanto para escrever, tenho o sacana do livro parado, e a partir desta semana os meus serões vão deixar de incluir televisão para ser só livro, livro, livro. O meu gajo está exultante porque já prometeu ficar acordado enquanto escrevo, a fazer o enorme sacrifício de jogar Playstation. Coitadito. Um homem sofre. E uma mulher vira frangos.

1 comentário

Comentar post