Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Uma gentinha do pior (valha-nos o álcool)

Tudo cheira a filhadaputice, assim mesmo, tudo pegado, filhadaputice do pior.
O Gaspar sai, o Passos mete a senhora dos swaps, mesmo à espera que lhe caísse no colo o Carmo e a Trindade, ou então é burro que dói.
Não só lhe cai o Carmo e a Trindade como ainda lhe cai o Portas, supostamente de surpresa.
E Passos, ao invés de cair também, faz o figurão de dizer que fica, que jamais abandonará o seu país, ganhando muitos pontos aos olhos do povo, que de desaparecimentos já teve a sua dose com D. Sebastião e, larguíssimos anos mais tarde e, de certa forma, com um Durão que, não tendo sumido numa manhã de nevoeiro, foi-se para a Europa num dia de meteorologia pouco relevante.
E a mim tudo me cheira a filhadaputice, de uns para outros. E o país, que por acaso é o meu, a levar bordoada da grossa por causa desta canalha. O que me vale, hoje, é o vinho.

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2