Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Uma entrevista fora do normal

Faço entrevistas há 16 anos. Conheço gente nova todas as semanas (há períodos da minha vida em que conheço pessoas novas todos os dias). E nunca me tinha acontecido uma destas: estar a fazer uma entrevista por Skype com uma mulher tão encantadora, tão engraçada e tão especial que me esqueci de tudo. Mas... de tudo mesmo. Às 16.45 tocaram à porta. E eu, esquecida de tudo, disse: Ó Marta, espera aí um bocadinho que vou ver quem é. Quando vi a câmara que mostra a pessoa à porta e vi o meu filho Martim dei um pulo: O quê? Já são 16.45? Já eram. E o senhor António, da carrinha, à falta de uma mãe lá à espera dele no sítio do costume, veio trazer a cria a casa. Marta Canário: conseguiste a proeza de me fazer esquecer do meu próprio filho! Porque me esqueci do tempo. Pensava que estávamos a falar há uns 20 minutos. E afinal passou uma hora e tal! Adorei.
É caso para dizer uma coisa que digo há anos e que nunca como hoje fez tanto sentido: C'um canário!

3 comentários

Comentar post