Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Um José que não é Zé

Hoje, na sala de espera das análises, ouvi um pai (por acaso figura conhecida) chamar várias vezes pelo seu filho José. E foi estranho porque julgo nunca ter escutado alguém de nome José ser efectivamente chamado de José.
- José, vem cá ao pai.
- José, cuidado com a senhora (a senhora era eu).
- Não faças isso, José.

Achei bonito ver que o nome era usado tal e qual como foi criado, e não substituído (como quase sempre) pelo diminutivo. Para mim, todos os Josés são Zés. Assim como todos os Filipes ou Filipas são, na verdade, Felipes ou Felipas. Da mesma maneira que todos os Manuéis são Manéis, inclusive o meu, que morre sempre que alguém usa o seu nome correctamente e lhe chama Manuel.
Fico aqui a pensar: será que o José vai gostar de ser José, quando crescer? Ou acabará Zé, como quase todos os outros?

42 comentários

Comentar post

Pág. 1/5