Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Um anjo na garagem

Tinha um espelho retrovisor (do lado direito) despencado. O homem já o tinha colado mas alguém lhe deu uma pancadita e aquilo tornou a despencar. Tem andado assim, o pobre coitado, dificultando-me a visão na estrada. O tempo não tem sido muito e o homem vai prometendo que cola mas não tem sido possível. Hoje, quando cheguei à garagem, o espelho estava no sítio. Mandei uma mensagem ao homem, a agradecer a boa surpresa. Mas quem acabou surpreendida fui eu quando ele respondeu que não tinha sido ele. Oi? «Não fui, juro!»
Ora bem, na impossibilidade de ter sido Deus (não imagino que Deus se pusesse a colar retrovisores com tantos afazeres que tem por esse mundo afora) ou algum anjinho, quer-me parecer que só possa ter sido um vizinho generoso e querido, provavelmente alguém certinho e organizado, a quem aquele espelho cabisbaixo lhe estaria a bulir com os nervos. Não sei quem terá sido mas gostava de lhe agradecer, do fundo do coração, este gesto abnegado e surpreendente.
Digam lá se têm vizinhos assim, que se ponham a arranjar, sem terem sequer pedido, os vossos bonitos automóveis?

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2