Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Tosta mista

Hoje comecei o dia a sentir-me uma tosta mista.
A prensa esmagou-me primeiro a mama esquerda, depois a direita. A técnica viu, depois, no ecrã, e apontou para uma mancha escura. Pediu-me para repetir. O meu coração acelerou. Depois disse-me para aguardar um pouco, que o doutor já chamava. Pensei que me chamasse para discutir o que viram. Aguardei. Um nervoso parvo começou a crescer. Ouvi o meu nome, entrei.
- Dispa-se da cintura para cima que já a chamamos.
Aí, sim, o coração disparou. Mandaram-me deitar numa maca e percebi que iam fazer ecografia. Pronto. Já foste. A mancha é suspeita e vão vê-la melhor. Tenho de ser valente. Depois, o médico chegou, simpático. Fez a ecografia enquanto falou de coisas que sabe sobre o Governo. E até me deu uma grande dica para uma reportagem. Mas mesmo boa, tão boa que até me esqueci do medo. No final, disse-me que podia ir, estava tudo bem. Afinal, fazem sempre uma eco no final e eu não sabia.
Hoje comecei o dia a sentir-me uma tosta mista. Prensada e tostada. Já passou.
(E vocês? Têm ido ver as maminhas? Vão!)

42 comentários

Comentar post

Pág. 1/5