Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Torneios que são maratonas que são um castigo

Definitivamente, não nasci para dona Dolores. Não são raras as vezes em que há torneios ao sábado às 8.30 da matina e eu digo aos miúdos: temos muita pena mas sábado é para dormir até mais tarde. Hoje, porém, a coisa era às 14.30 e não tive coragem de dizer que preferia mil vezes estar num café ou a passear do que sentada a ver putos a chutar numa bola. Lá fomos, para a Portela. Acontece, porém, que quando aquilo começou percebemos que, entre jogar uma equipa e jogar outra e jogarem todas, o belo do torneio iria demorar 3 horas. TRÊS HORAS???? E o meu feriado??????? Socorrooooooooooo! Principiei a panicar, em seguida a convulsionar. A Madalena, ao fim de um bocado, estava fartinha e a fazer toda a sorte de asneiras. Foi então que dissémos ao Manel: temos muita pena mas vamos andando. Daqui a bocado voltamos. O pai de um amigo até nos disse para irmos descansadinhos, que ele levava o Manel a casa. Um querido. Conclusão: daí a nada estávamos postos em sossego no Pão de Canela, o nosso spot preferido. Madazinha a brincar no Canelinha, Martim com ela... nós em silêncio. Aaaaaaaaaah...
Chegámos às 18h ao campo e a sequência de jogos tinha acabado de terminar. A equipa do meu rapaz (que também não nasceu para Ronaldo) ficou em segundo lugar. Ele jogou imenso e estava nas sete quintas. E assim se contentou uma família inteira. A sério: já basta a loucura em que ando toda a semana, a ir levar, a ir buscar, à escola, ao futebol, à guitarra, e ao catorze. Aos fins-de-semana e feriados ao menos que possa sossegar o esqueleto.
E vocês? Também têm destes números? E cumprem tudo, escrupulosamente? São mães exemplares? Vá, humilhem-me com a vossa perfeição! :)

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/3