Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Sónia vs Sónia

Perguntam-me como correu a dieta dos 31 dias? Correu muito bem. Aliás, corre. Teve aqui esta semana de interrupção mas vai continuar. Porque a dieta só dura 31 dias para quem só tem pouco peso a perder. Para quem tem um bocadito mais, é preciso arrastá-la no tempo, para mais do que 31 dias. Permanecer numa das fases, mais tempo, e só depois passar para a seguinte.
É uma dieta soft, não custa, não dói quase nada. Mesmo. Mas é preciso ser rigoroso. E eu fui, durante 2 meses. Perdi 4 quilos. Não é muito, dir-me-ão. Pois não, mas eu sou do género «lenta a perder». Sempre fui e agora, perto como estou dos 40, a coisa tende a ser ainda mais lenta. O pior é a sacana da vida social. Isso é que me lixa. É que a dieta até prevê um dia da semana para a asneira. E a Drª Agata Roquette até recomenda que uma pessoa não se ponha armada em super-herói, a dizer que não precisa do dia da asneira. Claro que precisa, senão dá em maluca. Mas o problema é que há alturas na minha vida em que a vida social ultrapassa - em muito - o dia por semana. Começa por ser um dia, depois vem outro, e depois mais um que só dois é pouco, como na música do beijinho. E quando dou por ela estou há uma semana numa ramboia sem par. Conclusão: dos 4 quilos perdidos em dois meses, recuperei dois numa semana. Tão bom não é? Sou lenta a perder mas ultra rápida a ganhar. Assim sendo e feitas as contas, tenho seis quilos para matar. Mas são daqueles que parecem agarrados a mim, como lapas. E que, para ser honesta, já nem tenho a certeza que alguma vez bazem daqui. Sim, se mexesse o real rabo ajudava. Se não o mexesse só de vez em quando era um grande empurrão, que era. Mas vão dizer isso ao meu traseiro! Eu já me cansei, que isto é bunda velha, já calona e pesada, que se enrosca num sofá como um parafuso a uma porca. Um dia destes desisto de lutar contra mim própria. Há anos que vivo nesta constante luta entre a Sónia que é boa vivant e que aprecia os prazeres da mesa, e a Sónia que quer caber nuns jeans apertadinhos sem parecer uma pasta dos dentes apertada no meio. Desde que me conheço como gente que vivo neste limbo. Ora estou mais jeitosa mas com o estômago a roncar (e um feitio a atirar para o piorzinho) ou mais texuga mas com uma vida gira e animada. Cheira-me que um dia destes mando a luta às urtigas e dou a vitória à Sónia bom-garfo (e melhor copo). Mas... hoje ainda não é o dia.

23 comentários

Comentar post

Pág. 1/3