Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Pela boca morre o pobre


E no fim perguntei:
- Quanto é?
A senhora demorou um pouco os olhos no ecrã do computador. O suficiente para eu começar a sentir um formigueiro no braço esquerdo.
- São duzentos euros.
As pernas fraquejaram. Senti calor. E frio. E calor. E frio. E não disfarcei:
- Duzentos euros? Duzentos euros? DUZENTOS EUROS?

Porquê? Sim, porquê? Porque é que eu não fui para dentista?

1 comentário

Comentar post