Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

P.D.I.

A cocó anda a fazer jus ao nome e anda uma verdadeira trampa. Ou é o estômago, ou é o joelho, ou são as costas, ou é a cabeça. Na sexta-feira foi a vez da cabeça. Dores fortes, tão fortes que não conseguia ver luz nem ouvir sons nem cheirar coisa nenhuma. Dores tão fortes que, pela primeira vez num ano de freelance, não me sentei ao computador para trabalhar mas deitei-me ora no sofá ora na cama, e só me consegui arrastar até ao ATL O Urso, para entrevistar crianças, porque não tinha material nenhum para a próxima semana do Portugal dos Pequeninos e a noção de responsabilidade que a minha mãe me incutiu obriga-me a não falhar, nem que esteja a morrer. Fui lá, fiz as perguntas, aguentei a náusea e voltei para a cama. Às 19h não aguentei mais. Liguei à Cris, perguntei se me podia levar ao hospital, porque eu sozinha não tinha forças nem para ir de carro nem para ir a pé. Parte dos meus filhos estava na avó materna, a outra parte estava na avó paterna e o pai a trabalhar, de maneira que foi a querida Cris que veio a voar do supermercado para me transportar até à urgência. O médico perguntou se a luz me feria o olhar, percebendo que sim pelos meus olhos semicerrados. Perguntou se o som me incomodava, topando o quão baixo falava. E diagnosticou uma enxaqueca para a qual me receitou uma dose cavalar de medicamentos intravenosos, e ali fiquei eu, de olhos fechados por não aguentar a luz da sala de tratamentos, a receber dois sacos de líquidos-bomba e mais um comprimido. E daí a duas horas já era outra, capaz de falar e ouvir e cheirar e olhar o mundo outra vez.
O médico marcou uma consulta num neurologista, de modo que entre o gastroenterologista e o otorrino mais o ortopedista, irei ser vista dos pés à cabeça por médicos de várias especialidades, o que, das duas uma: ou sossega o meu espírito hipocrondríaco ou detecta de vez uma doença terrível que me vai levar desta para melhor.

10 comentários

Comentar post