Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

O bolo mais rápido do mundo

Eu sabia que tinha muito que fazer. Arrumar um bocadinho a casa (quero evitar que a minha querida dona Emília tenha uma trombose), escrever um texto, marcar a ida à Guarda em reportagem, embrulhar um dos presentes, que ontem a fila para os embrulhos excedia a minha paciência. Sabia que havia mais coisas mas como não escrevi... quase me lixei. Fiz tudo (achava eu) e estava só a embrulhar o presente, quando a minha mãe perguntou: «Então e o bolo para o Tim levar para a escola? Ficou bonito?» Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah, F**A-**! Seguiu-se a corrida mais louca do mundo. Eu a zarpar a alta velocidade para a mercearia para comprar ovos e limões, a deitar tudo para dentro da Bimby (valha-me a santa Bimby!), a untar uma forma e a atirar o bolo para o forno (devo ter demorado 5 minutos), e depois a pedir à minha mãe para vir fazer babysitting ao forno para que eu pudesse ir buscar o Martim e Madalena à escola, como prometido. Quando chegámos a casa, o bolo já estava pronto, foi só preciso decorá-lo com os M&Ms. Embrulhei-o em prata, ainda fui comprar uma vela e guardanapos, voámos para o restaurante, onde esperámos pelo pai e pelo Manel. Almoçámos todos, demos-lhe os presentes, e lá ele levou o bolo para a escola, todo contente! Obrigada por teres perguntado, mãe. Para a próxima já sei: aos 39 anos não dá para confiar na minha memória. Tenho mesmo de escrever tudo. Coisa tão triste, a degradação celular...
Oh yeah! Já só faltam 10 para os 18! :)
 

A esplanadinha vazia. Estava um frio de rachar mas esteve-se que foi uma beleza

8 comentários

Comentar post