Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Na próxima encarnação quero ter jeito para a costura

Quando compro roupa para a minha prole, nunca posso contar só com o dinheiro que gasto na compra propriamente dita. A menos que sejam t-shirts, camisas, camisolas ou sweat shirts. Partes de cima, portanto. Porque se forem calças, saias ou vestidos, o mais certo (tão certo como 2 e 2 serem 4) é ter ainda de gastar uma pipa na costureira, a fazer baínhas.
Foi o caso. Acabei de deixar na costureira 6 pares de calças dos rapazes e 4 vestidos da Madalena. Tudo para encurtar, caso contrário eles tropeçam nas calças e ela parece uma freira púdica com os vestidos abaixo do joelho (quando eu gosto é dos vestidinhos bem curtos). No total são 60 euros só em arranjos. Canário para isto, pá! Sempre os putos me podiam ter nascido mais compridos. Ou eu podia ter dotes para a costura! Mas não. Não vale a pena. Uma baínha feita por mim havia de parecer o gráfico da actividade sísmica nos Açores na noite que passou. Porras da vida.

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/3