Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Los Angeles

Isto tem sido, de facto, do caraças.
Alugámos um Mustang descapotável (há clichés dos quais não devemos fugir) e tem sido um show. Ontem fomos a Rodeo Drive onde há uma loja de luxo porta sim porta sim, vimos o famoso símbolo de Hollywood (tive assim uma sensação parecida com a que senti quando vi a Torre Eiffel pela primeira vez - ok, não tanto), fomos ao Passeio da fama e andámos a ver estrelas sem termos de levantar os olhos para o céu, fizemos no nosso convertible a Sunset Boulevard toda (e é muuuuuito comprida, tem 35 km), almoçámos um Burrito muito spicy à beira da estrada, passeámos por Beverly Hills (cada casa arruma com qualquer uma das que costumo aqui postar), Bel Air (o que nos rimos ao lembrar a série com o Will Smith), e depois chegámos a Malibu e voltámos para trás, para Santa Mónica (com o Pacific Park sobre o oceano, tão mítico) e Venice Beach. Adorámos Venice Beach, tão surf in Usa, tão Califórnia dream, tão Bob Marley. Molhámos os pés no Pacífico e lembrámo-nos do Baywatch por causa das casinhas dos nadadores-salvadores ali plantadas na areia. Já vimos não sei quantos filmes ou séries a serem rodados, por todo o lado há luzes, câmaras e acção. De resto, andar por aqui é mais ou menos como estar num filme, é isso que se sente, parece que não é a vida real, é ficção pura.
Voltámos para o hotel, que também fica na Sunset Bouleard, em West Hollywood, arranjámo-nos e fomos jantar ao Katana, um restaurante que fica mesmo em frente ao nosso hotel e que entrou de imediato para o nosso Top 5. Cada iguaria fazia uma explosão de fogo de artificio no meu cérebro.
As fotos estão todas na maquina, depois ponho algumas. Agora só deixo uma pequeníssima amostra, do que tirei com o telefone.
A vista do nosso quarto, para as Hollywood Hills

O restaurante Katana. Pode-se jantar dentro ou fora, nós jantámos cá fora.
De noite é de cortar a respiração.

Este Bugatti estava estacionado em Rodeo Drive
Ainda ficámos à espera que aparecesse o dono, provavelmente uma estrela qualquer, mas devia estar ocupado a comprar uma loja inteira. Não havia quem não fotografasse esta maravilha.

Toda uma outra cena.
Não é um Bugatti mas é um Mustang e ali estou eu,
com o sinal de Hollywood meio escondido atrás.

25 comentários

Comentar post

Pág. 1/3