Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Língua de fora

Chegar a casa às 21h, depois de fazer as compras do mês no Continente. Despachar os miúdos com Cerelacs, tarde e más horas. Descobrir, em fúria, que o Martim tinha trabalhos e que não os fez. Calou-se caladinho, escudado nas suas muletas, e toca de ver se passa despercebido. São 22.30 e ainda está a acabá-los, o sacana. E nós, os pais, sem jantar, entre arrumar salmões e iogurtes nos locais respectivos, entre dar papas e lavar dentes e vestir pijamas e ajudar o outro a procurar palavras no dicionário. Arre que estou exausta. O post seguinte é, finalmente, o do vencedor do passatempo, raios me partam ao meio se não o faço antes da meia-noite. Mesmo que não jante, que falta também não me faz.