Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Las Vegas #2

Ora vamos lá a um cheirinho dos interiores...  Não foi preciso escolher criteriosamente os melhores porque são todos assim, sem excepção. Cada cavadela cada minhoca. Cada porta cada deslumbre. Casinos com frescos no tecto e lustres que terão custado mais que o prédio onde vivo, colunas e estátuas e fontes e dourados e abóbadas e excessos por toda a parte. Ah, detalhe importante: dentro dos casinos, em todos, cheira bem. Muito bem. A um perfume suave. Inebriante. Muito provavelmente estudado para que os jogadores se sintam bem e... gastem MUITO! (Não estão com sorte connosco, que somos muito comedidos).


Estes lustres por cima das slots... uau!


Neste café havia vegetação densa que parecia mesmo verdadeira, animais que se mexiam e faziam barulhos, e de vez em quando começava a trovejar e a fazer relâmpagos.

Os bancos do café Rainforest - rabos de bichos

Um centro comercial

Idem

Um detalhe do interior do Casino do Hotel Paris Las Vegas








?

6 comentários

Comentar post