Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Já cá estou

E hoje já andei aqui num virote. A minha mãe a dizer que não conseguia andar a direito, depois a vomitar como uma pescada, eu a chamar a ambulância, os senhores a virem, os parâmetros certos, eles a dizerem que, ainda assim, era melhor ela ir com eles ao hospital, ela a dizer que já estava melhor e que, se calhar, não havia necessidade, eles a insistirem que talvez não fosse mal pensado ela apanhar uma boleia da ambulância, ela a andar no corredor toda direitinha para lhes provar que estava bem e que não queria ir roubar lugar e tempo a quem estivesse pior que ela, que provavelmente tinha sido só uma indisposição e que já estava a passar, adeuzinho e muito obrigada. Agora está deitada, com frio mas com tino na cabeça e a ganhar cor de gente. E eu fui a casa buscar as tralhas e aqui estou, não vá o diabo tecê-las e dar-lhe a comoeca outra vez. Mas que grande caca, hein?

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2