Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Incêndio

As imagens terríficas do incêndio em Londres fazem-me pensar em como, de facto, teria dificuldade em viver num andar alto (e vivi toda a minha vida até casar num 6º andar). Gosto de viver no rés-do-chão, de ter um terraço que é um prolongamento da casa (onde fazemos refeições, festas, onde lemos, jogamos à bola, andamos de baloiço), de ter várias janelas com acesso directo à rua e - ainda melhor - a ruas diferentes (porque tem duas frentes). Sim, estou mais vulnerável a assaltos, talvez. E a tsunamis. Mas a ideia de ter filhos pequenos em andares altos, com janelas para o precipício, e só a remota possibilidade de ficarmos encurralados em caso de incêndio... epá... esqueçam lá a vista e o catano. Se quiser ver as vistas vou a um miradouro. Por mim, rés-do-chão está impecável. 

(aquelas imagens da torre feita tocha gigantesca... aquilo, mais agora as histórias das mães que atiraram os filhos das janelas para os tentarem salvar, dá cabo de mim)

londres.jpg

 

5 comentários

Comentar post