Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Fim-de-semana

No sábado foi a festa de aniversário da Mada. Ela já fez anos no dia 28 de Junho, nesse dia teve duas amigas a passarem o dia e a noite com ela, teve um jantar com bolo de anos, mas faltava a festa para os amigos da escola. No fim-de-semana passado estávamos no Alentejo a comemorar os 17 anos de casados e, por isso, a festa foi adiada para este sábado. De manhã fiz o bolo  (faço quase sempre os bolos dos miúdos, excepto em algumas datas mais marcantes em que compro daqueles XPTO) e ao fim do dia lá fomos (felizmente ainda havia por cá amigos - não estavam todos de férias).

FullSizeRender.jpg

 Estava tão feliz, a minha índia. 

IMG_1812.JPG

 Bolo do demónio 

 

O Manel e o Martim também foram e, a meio da festa, o Ricardo foi levá-los ao Alive. A seguir, mal chegou a última mãe para recolher os últimos miúdos, voámos para casa para deixar a Mada e o Mateus com a babysitter. Era uma babysitter nova (as nossas do costume estavam todas ocupadas) e estava um pouco apreensiva com a reacção do Mateus (às vezes dá-lhe para se agarrar às minhas pernas e é um sarilho) mas ela foi incrível e conquistou-lhe o coração de imediato. Mal pôs um pé dentro de casa começou logo a brincar com ele e a fazê-lo rir. Fui mudar de roupa, passar um batonzinho e quando cheguei à sala estavam todos sentados no chão e ele começou logo a dizer "Adeussssss". Maravilha! 

IMG_1825.JPG

Os bilhetes iam muuuuuito bem guardados, já que na sexta-feira tinha-nos acontecido algo insólito. Fomos para o Alive, de mota, e quando íamos deixar os capacetes nos cacifos, o Ricardo começou a mexer nos bolsos todos e a ficar esverdeado. Os bilhetes? Largou a correr a olhar para o chão e eu fiquei ali, incrédula. Sentei-me no passeio e fiz um directo no Instagram a gozar com a situação (confesso que também para não me enervar). Ele lá fez uns quantos telefonemas e resolveu o assunto (confesso que fiquei com alguma pena porque cá em casa sou sempre eu quem perde coisas e era uma boa oportunidade para mostrar que, afinal, Mr. Always Right também falha). Bom, posto isto, no sábado íamos de bilhetes bem guardados, a ver se não se repetia a peripécia.

Adorei Imagine Dragons (o tipo é um animal de palco impressionante e o Radioactive final foi apoteótico). E depois... Depeche Mode. Tão bom. Amei as de sempre (sou absolutamente louca por Personal Jesus - basta começar a tocar que largo aos saltos) e fiquei rendida a Wrong, que apesar de já ter uns anos valentes, não conhecia. E falando em animais de palco... Dave Gahan é um monstro. Como dizia o Observador: "Dave Gahan é um monstro, é o homem que todos queremos ser, é a mulher que todos queremos ser, é tudo ao mesmo tempo porque tem tudo o que há para desejar. Dança para convocar demónios, chama-os para bem perto e depois canta “Wrong”, para dizer que é ele que manda, é ele que tem a palavra final sobre tudo."

Isso.

 

 

10 comentários

Comentar post